Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As inevitáveis resoluções de ano novo

 

  1. Em 2018 quero parar de roer as unhas. Sim, digo isto todos os anos. Este tem de ser, especialmente depois da cirurgia óssea que fiz. É talvez a prioridade do ano... e para começar com tudo já marquei manicura... chega destas manitas-vendedora-de-farturas.
  2. Em 2018 quero cozinhar melhor. Não quero ser o Avilocas de pipi, mesmo porque é suposto alinhar desejos possíveis, e não entrar pelo campo dos milagres a dentro, mas quero conseguir mais do que "desenrascar qualquer coisinha". Dar uma oportunidade à cozinha nova e tentar encontrar algum gozo na coisa. A ver vamos.
  3. Em 2018 quero dizer menos vezes “Fod#-s%”. Sim, é muito feio, mas é coisa que me sai boca fora de quando em vez (muitas vezes, vá) E logo eu,  que não sou moça de palavrões e que levo a boa educação (às vezes) um bocadinho ao extremo.Tornou-se uma bengala VERGONHOSA. Este ano acabou-se! Até porque o “caramba”  é também ele muito lindinho e o “macacos me mordam” serve perfeitamente para efeito. Excepto a ver o Benfica, claro está.
  4. Em 2018 vou ser um bocadinho menos forreta. Não é beeeeem forreta, é aprender a viver com maior tranquilidade, sem constantemente fazer contas de cabeça. Não sou rica, não sou pobre, e é sobretudo uma questão de feitio. Preocupo-me excessivamente com a estabilidade financeira. Quer tenha 5 mil ou 50 euros na conta, é igual!  Relaxar, respirar e aprender a viver de forma menos tensa.
  5. Em 2018 vou desligar-me mais das bandidas das redes sociais… tive essa experiência há semanas, quando mudei de casa e ainda não tinha a net ligada. Despachei um livro que andava a “enrolar” em três pancadas! Lembrei-me do QUÃO ler na cama me acalma...em vez de estar perdida no instagram. LER MAIS e ver menos merdas. Please!
  6. Em 2018 quero deixar de ser tão obcecada pela perfeição das coisas… quero deixar de planear tudo ao milímetro e de ficar desiludida quando as coisas correm, não da forma que imaginei, mas da forma que a vida quis. É angustiante, é desgastante,  tanto para mim como para quem me rodeia. 
  7. Em 2018 quero mais trabalho, mais projectos, mais empenho, mais entusiasmo. Quero trabalhar ainda mais do que em 2017, que foi um ano carregadinho de aprendizagem e que me tornou uma profissional muito mais competente. 
  8. Em 2018 quero gozar a minha casa nova. Decora com tempo, com qualidade, sem excessos... convidar os amigos e a família. Ser feliz e alimentar uma boa energia da porta para dentro. 
  9. Em 2018 não quero muito mais do que isto. Quero saúde, quero trabalho e quero as minhas pessoas por perto.Quero ser tia mais vezes, filha e neta mais tempo...namorada todos os dias.
  10. Em 2018 quero ficar magra seca e boazona…E pronto,  lá estou eu a entrar no campo dos milagres outra vez. Em 2018 quero um rabiosque um niquinho mais rijo e uma barriga um xiripiti mais chapada. Vá.... já pedi uma bicicleta ao homem, de prenda de aniversário! Ahhh valente. 

Bom ano pessoas queridas. 

Cês são muito "mára" desta vida! 

1 comentário

Comentar post