Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não leiam isto. A sério, não vale a pena. (Mas se lerem esclareçam-me, sim?)

Se um destes dias inventassem o ‘’Campeonato Nacional dos Pensamentos Inúteis’’ eu limpava o primeiro lugar com a maior das pintarolas!

Juro, no que toca a perder tempo em torno de teorias que não interessam nem ao menino Jesus, ninguém me chega aos calcanhares.

É que esta cabecinha santa tem assim uma estranha capacidade de perder tempo debruçando-se sobre temáticas que giram em torno da morte da bezerra… que não conduzem a lado nenhum nem contribuem para coisa nenhuma.

 

Posto isto, uma das coisas que não raras vezes me passa pela cabeça, e que muito me apoquenta é: porque é que algumas pessoas, especialmente aquelas que têm pilinha, levam tanto tempo na casa de banho a fazer cocó? Não, a sério... O que é que elas ficam a fazer na sanita para aí 3 quartos de hora?

 

No meu mundo a coisa processa-se muito rapidamente, num ritual composto por três simples e inalteráveis etapas:

 

  • A pessoa recebe um sinal do seu ''eu interior', mais ou menos intenso dependendo, claro está, do feitiozinho intestinal de cada um.
  • A pessoa dirige-se à casa de banho silenciosamente (sim, porque não há pachorra para aquelas pessoas que saem da sala e dizer ‘’vou só ali fazer cocó’’).
  • A pessoa senta-se e deita o pequeno ''Chanel'' cá para fora.

 

Pronto! Fim de história. Tudo lavadinho, calcinhas para cima e siga!

 

Agora expliquem-me lá como é que há gente que fica três quartos de hora na casa de banho? A fazer o quê?!

 

Não percebo.  

 

20 comentários

Comentar post

Pág. 1/2