Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O poder se ser-se bom naquilo que se faz.

Quando falamos em bons profissionais temos tendência a pensar em pessoas todas XPTO, engravatadas até ao queixo (ou montadas em brutos saltos altos), ocupando cargos importantíssimos em profissões começadas por ''excelentíssimo senhor coiso e tal''. 

Confinamos a importância de ser-se bom a meia dúzia de profissões ''cagonas'', como se muitas outras fossem considerada menores, desempenhadas por pessoas igualmente ''mais pequeninas'',  que chega serem ''assim assim'', porque a bem dizer não fazem nada de especialmente relevante!  

 

Há uns anos valentes, quando ainda trabalhava na rádio, bebia café no Picoas Plaza,  e volta e meia espreitava a perfumaria do centro, numa de fazer tempo antes de de voltar para estúdio. 

Nessa perfumaria trabalhava uma rapariga (lembro-me perfeitamente da cara dela, mas está a fugir-me o nome) que era uma profissionalona! Sabia tudo sobre todos os cremes, máscaras, bases, etc e tal... era simpática, atenciosa, e não tentava impingir ''material'' à clientela! Um amor.

A loja era pequenina, não era mais barata, nem tinha nada de muito especial! Mas a verdade, é que durante o tempo que trabalhei na rádio foi lá que comprei todos os meus produtos de estética. Pelo atendimento, claro! 

Depois a dita funcionária foi embora e eu nunca mais lá voltei... 

 

Há meia dúzia de meses, depois de começar os meus tratamentos dentários (de que toda a gente está cansada de ouvir falar, incluindo euzinha!) troquei a Zara pela farmácia e não há semana que não deixe lá uma bela fatia do ordenado.  Comecei a frequentar a farmácia Britânica, nas Amoreiras, por ser perto da clínica, e aconteceu-me exactamente a mesma coisa! Um atendimento super atencioso, ''meninas'' fofas que só elas, simpáticas,  prontas a ajudar, esclarecer, aconselhar... sem se limitarem a ler a receita, aviar medicamentos e já está!

Gente que gosta realmente daquilo que faz e que por isso faz bem. Faz com rigor e cara alegre! A menos que seja uma urgência, tento sempre passar por lá e comprar os meus medicamentos, suplementos, cremes... o que for! 

 

Isto para dizer que realmente ser-se bom profissional faz uma diferença do diabo! Que podemos sempre fazer a diferença na nossa profissão, sejamos gestores de conta, cabeleireiros, farmacêuticos, médicos ou empregados de mesa. 

Porque não existem profissões menores do que outras... existem  bons e maus profissionais. Em todas as áreas, em todo o lado.

 

 

1 comentário

Comentar post