Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma memória do caraças (ou serei eu uma gaja inacreditavelmente marcante?)

Uma das coisas que mais me aborrece na secreta rotina de beleza feminina é arranjar as sobrancelhas!

Não me rala nada  pôr cremes vários (sou a rainha das ''bezuntadas'' não sei se já vos tinha dito), hidratar o cabelo, esfoliar as peles, depenar o pipi...nada! Vá, depenar o pipi talvez um bocadinho...

Basicamente faço tudo de bom grado desde que não seja preciso pôr o pé na rua. Tudo o que implica marcação/deslocação é  um verdadeiro pesadelo! Especialmente quando a marcação é ao Sábado de manhã. Ninguém merece. 

Ora como neste momento trabalho todos os dias da semana, e estou ligeiramente afastada do centro,  só consigo passar na Wink aos Sábados, normalmente pela manhã. ( A wink é a melhor invenção  do homem depois da pílula, do ar condicionado e das gomas em forma de dedo, só para que conste). 

 

Pois que o mês passado ia eu a subir a rua num Sábado madrugador, ainda em modo ''semi-coma'', quando o senhor arrumador de veículos olha para mim e grita alto e bom som: ''oooooh menina, vá para a praia! Tá muito branca!!!!!'' Insistiu ''está a ouvir-me? Estou a dizer-lhe que precisa de apanhar sol''. 

 

Não respondi, porque uma senhora nunca desce do bom do salto, mas ri para dentro. O raio do homem tinha razão. Toda eu parecia uma parede caiada de branco, em pleno mês de Agosto. O horror! 

Pois qual não foi o meu espanto quando, mais de um mês depois, passo pela mesma rua, à mesma hora, e oiço uma voz vinda do outro lado da estrada, gritando:'' Eu não lhe disse que devia ter ido à praia? Agora paciência. Continua branca!!!!'' 

 

E pronto. Minha alma ficou parva. Ou o senhor arrumador tem uma memória do caraças, ou eu sou definitivamente uma gaja inesquecível. 

Era só isto.

 

1 comentário

Comentar post