Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bom dia.

Acordar com a alminha feita em papas. Papas daquelas que estão agarradas ao fundo do tacho, secas e farinhentas, e às quais depois juntamos água e pior é a emenda que o soneto. 

 

Acordar com a cabeça a rebentar. Poucas horas de sono, e o rancho da ''Senhora da Penha'' a bailar-me nos miolos. Aos saltinhos e sulipampos fazendo gemer as tábuas do chão. As minhas ossadas.

 

Acordar de coração mirrado. Como os dedos dos putos que ficam no mar até lhes tremer o lábio, negro de frio. 

 

Acordar, vestir uma roupa bonita, passar um batom e vir trabalhar. De sorriso na cara, de cabeça levantada... porque a alminha não se vê. Nem a cabeça. Nem o coração.

 

''A vida é maravilhosa'', repito para dentro. 

A vida é maravilhosa... às vezes não parece, mas é.