Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

''De mochila às costas'' Parte 2

Há dias escrevi este texto e confesso que estava à espera de respostas como ''eu cá quando viajo com o meu homem levo sete malas e ainda assim preciso sentar-me em cima delas para as conseguir fechar'', ou ''qual mochila, qual carapuça, o que a pessoa gosta é de pulseirinha e pé de molho''. Só que não.

Ao que parece, os meus leitores são uns grande malucos, capazes de percorrer o mundo com dois pares de cuecas e uma garrafinha de água no bolso. SÓ. 

Tenho recebido comentários absolutamente incríveis, que me deixam com uma pontinha de inveja, e uma vontade enorme de ir, neste exercício de desapego que tanto descrevem e que definem como libertador. Tenho a certeza que é mesmo.

Dizem-me também que as viagens ''leves, livres e soltas'' são as mais desafiantes, que o desenrasca dá origem a momentos hilariantes, a histórias que ficam para contar e que tornam tudo muito mais especial. Inesquecível. 

 

Obrigada a todas pelas vossas partilhas! Sinto-me verdadeiramente inspirada. Mesmo que depois na realidade não me imagine muito em modo selvagem. Mesmo assim... obrigada! :)

 

''All you need is less'' .Mesmo.