Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tarte de Batata Doce… que o Outono pede TANTO.

9cae90220733f4101994d705edeaa8e2.jpg

 

Quando vou ao Alentejo sinto-me mais ''caseira'' do que é costume. Eu, que já sou um bocadinho idosa no dia-a-dia, dou por mim a querer sofá, chá e jogos de tabuleiro. A ser avó com a minha avó, que está cada vez mais velhota e que não dura sempre (ou talvez dure). 

 

Durante a última semana estive em casa ds meus pais, e sabendo que a xô dona mãe tinha visitas para ''lanche ajantarado'',  aventurei-me numa receite que encontrei pelas internets da vida, e que é tão simples quanto ''Outonal''. Comigo tem de ser simples e ''despachada'' em meia dúzia de passos. Quando as receitas se estendem e desdobram numa catrefada de etapas ''vai-se-me'' logo a vontade de arregaçar as mangas! 

Como ficou linda de viver, e a bem dizer não é todos os dias que me entrego às lides domésticas, deixo-vos a receita. Não sendo ''inocente'', também não é nenhuma desgraça calórica... e uma vez, de vez em quando, não faz mal a ninguém. Ou faz, mas a gente finge que não ;) 

 

Ingredientes:

1 embalagem de massa quebrada

2 batatas doces BEM grandes (como as minhas eram médias, coloquei 3)

150 gramas de açúcar (usei açúcar normal porque estava no ''território da progenitora''. Em minha casa sou capaz de experimentar com açúcar de coco). 

3 ovos grandes

30 gramas de Amido de Milho

2 colheres de sopa de canela (não muito cheias) 

 

Assar a batata doce no forno. Depois, retirar a pele, e colocar na liquidificadora. Bater bem até ficar uma espécie de creme, e juntar o açúcar. Depois os ovos, 1 a 1. Por fim, juntar o amido de milho,  a canela, e envolver tudo criando uma massa homogénea. 

Estender a massa numa forma, colocar o recheio de batata doce, e levar ao forno cerca de 30 minutos, a 180 graus. 

 

E já está. Simples e deliciosa, como se quer! :) 

 

 

Love*

Elza