Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Andamos todos um bocadinho desorientados, não andamos?

Há coisa de meses a minha vida deu assim umas cambalhotas valentes. Daquelas que nos apanham desprevenidos, despreparados, e que nos obrigam a parar e analisar a vida que temos. Achei sempre que esta incapacidade de parar para pensar ''porra, será que é mesmo isto que eu quero para a minha vida?'', se devia ao facto de andarmos todos mergulhados nos nossos problemas, nas nossas arrelias, nas nossas responsabilidades, na nossa bolha. Mas não. 

Percebi muito recentemente que não andamos assim tãooo mergulhados na nossa vida, andamos é afogados na vida dos outros. Na vida que achamos que os outros têm e que nos parece sempre incrível no ecrã do computador. No telemóvel. Superior à nossa em milhentas e cinquenta coisas. A miúda que posta no instagram mesas cheias de comida e que depois é magra como um pau. O casal que comemora 5 anos de namoro com uma declaração de amor que o nosso homem não nos fez nem no primeiro mês de marmelanço. A tipa que foi mãe e que está sempre impecável, que já recuperou a forma e que mesmo com um puto ao colo ''manda um ganda salto alto''. Os amigos que têm sempre planos mega incríveis... os famosos que estão sempre nos sítios da moda, vestindo a roupa da moda, e exibindo sorrisos ultra brancos. As gajas que recebem 700 presentes de marcas e de patrocinadores,  as que vão ao ginásio todas as manhãs e que seguem à risca uma vida saudável que sempre que tentamos pôr em prática nos sentimos infelizes e sós.

A verdade é que estamos todos um bocadinho ausentes das nossas vidas, daquilo que se passa à nossa volta, na nossa casa, na nossa relação, na nossa alma... e demasiado centrados num mundo fictício que as redes sociais alimentam ao segundo! Um mundo que 99% das vezes não é assim tão perfeito. Que está cheio de filtros, literalmente. 

Quantas vezes chegamos a casa ao fim do dia e caímos no sofá passando só o dedinho pelo feed do instagram/ facebook? Quem nunca foi ao sítio x só para (mesmo que inconscientemente) tirar uma foto e publicar? Quase todos. 

 

O abanão que a vida me tem dado fez-me perceber que estava um bocadinho ''acabranada'', expressão usada pela progenitora e que quer dizer ''desorientada'' :)

Da minha vida palpável, com as pessoas reais, com os prazeres reais... com aquilo que realmente me faz feliz e que os outros não vêm nem têm de saber.  

Apeteceu-me vir aqui apenas falar um bocadinho disto... porque acho que está na hora de nos borrifarmos todos no show of do social e viver a nossa vida. 

 

Sem que seja preciso mostrar aos outros, sem likes, sem comentários, e sem merdas. Viver a nossa vida, as nossas pessoas. Porque ''da maneira que está'' não é nada fixe. É só estúpido. 

 

Love*

Elza 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.