Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As leis do amor são muito simples.

Há pouco queixava-me ao homem da pouca arrumação que o meu quarto tem. Da falta que me faz um espaço somente para as minhas coisas, e que cada vez mais a ideia de T1 me parece impossível. É preciso, no mínimo, um T1+1, caso contrário, teremos de manter metade das nossas tralhas em casa das nossas mãezinhas (sendo que a minha vive no Alentejo, e assim de repente não me apetece percorrer 200km cada vez que me apetece enfiar aquele par de meias fofinhas).

 

E neste lamento sentido, eis que o homem abre a boca e desencadeia o seguinte diálogo:

Ele: Então, porque não libertas espaço no móvel.

Eu: Qual móvel?

Ele: Aquele onde tens os sapatos.

Eu: Porque estão lá os sapatos!!!!

Ele: Então, porque não te livras de alguns? De certeza que não usas aqueles sapatos TODOS!

 

Fez-se silêncio... e em nome do mais belo amor, dei a conversa por terminada. Engoli em seco e mudei de assunto. 

HOMENS DE DEUS, se amam as vossas mulheres e querem manter viva a esperança do ''felizes para sempre'', escutai o que vos digo:  

 

Vocês podem até tentar (e conseguir) destruir as convicções, os sonhos, ou as crenças mais profundas, das vossas respectivas. Mas nunca, em tempo algum, qualquer que seja a circustância,  vos tentais colocar entre elas e os seus pares de sapatos. É um caminho sem volta. O começo do fim.