Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafo !

Já aqui partilhei muitas vezes a minha pouca fé neste corpinho que Deus me deu. Aparentemente saudável, muito pouco eficiente! 

Basicamente, acho sempre que o desgraçado, mais cedo ou mais tarde, me vai deixar ficar mal. Que numa qualquer consulta de rotina me vão descobrir uma doença rara cujo tratamento implica viajar até Cuba e pagar uma pipa de massa! Ou um daqueles tumores sorrateiros que se espalham por todo o lado e  que contaminam esta m**** toda. 

Para mim, uma dor de cabeça é aneurisma, uma dor de ouvidos é surdez à vista, e por aí a fora... 

É uma tendência para o pessimismo que me tenho esforçado por controlar, mas que me está na ''massa do sangue''. Não há muito a fazer! 

 

Outra das coisas de que já vos falei muitas vezes é a minha má relação com a comida. Basicamente, entre nós, existe um estômago do mal! Um estômago que não tolera gorduras, que não papa açúcares e que muito frequentemente me faz passar noites em branco, toda torcida na cama! 

Ultimamente a coisa piorou obrigando-me a ir ao médico. 

Marquei exames (não só ao estômago mas à barriga inteira) e mais logo lá vou eu ao hospital, tentar descobrir de onde vem tanta dor!

A pior parte é o jejum a que os exames obrigam: 5 horas! E se para muita gente é coisa pouca, para mim é uma tortura.

Eu, que preciso meter qualquer coisa na boca (salvo seja) de duas em duas horas. Eu, que fico branca, tonta e nauseada, se não faço o primeiro lanche perto das três e picos. Eu, que estou acostumada a este ''pica-a-toda-a-hora-pouco-mas-bom'', vou estar cinco horas de barriga vazia! 

 

O homem já está preparado para o meu humor quando chegar a casa ao fim do dia! Poucas coisas me deixam tão chata quanto a fome, é terrível! 

Eu, naturalmente, já estou a pensar no pior: o resultado dos exames!!! 

Aconteceu-me o mesmo quando fiz análises há uns meses. Tinha a CERTEZA de que vinha aí bomba... que havia qualquer coisa de muito errada comigo. Que a máquina estava a dar as últimas. Mas não... tudo certinho, melhor do que nunca! 

 

Enfim... é esperar e enganar ''o rato'' com muita água e muito chá! Contudo, e não sei se é psicológico, já estou esfomeada.

Oh sorte malina.