Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dos dias...

 

 

Adormecer perto das vinte e três, na cama grande, em lençóis frescos. Frescos e livres do cheiro a sono que os polares acumulam durante o Inverno. Livres e leves. Sem mantas nem cobertores.

Acordar antes do despertador, sem sono, sem mamutes africanos em cima da cabeça. Com luz. Luz que vem da cozinha e que bate primeiro nos pés da cama. Depois nos meus. 

Começar o dia com morangos, amêndoas e iogurte natural. Com canela. Sem notícias! Uma das minhas regras de ouro: nunca ver ou ouvir notícias ao acordar! Para que a manhã comece cheia de energia boa, de crença e de planos. Para que o mundo só chegue depois.

Da porta para fora.

A agenda cheia de notas e de rabiscos que nem eu sei o que querem dizer, uma garrafa de água de côco e um kitkat na mala.

Sabor a Sexta Feira. Sabor diferente... porque amanhã é dia de trabalho e depois também é... e que bom! 

A saudade boa que a distância traz... do meu amor e de todas as minhas pessoas que, mesmo longe, estão tão perto. 

Uma calma progressiva que a certeza de que fiz a escolha certa me traz. Devagarinho. 

 

Fruta, folhas e novidades.

Seis morangos e um punhado de amêndoas.

Mais um dia... 

A foto é daqui.

Desculpem mas ando sem tempo para o clic.