Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    José 07.07.2016 17:14

    Olá, boa tarde,Joaquim Agapito
    Sem dúvida, é mesmo assim...Infelizmente...E eu pensava, que era o único a ter este tipo de loucura, de não compreender este estado de coisas...O País a se desmoronar...E só se fala no europeu. Os telejornais, abrem com o europeu e parece que nada mais interessa...
    Sei, perfeitamente o jeito que dão as chamadas manobras de distracção. Atenção, não quero com isto dizer que sou contra o futebol. Mas, assuntos de extrema importância, estão por resolver, e nem deles se fala, pior vai ser quando o europeu acabar, muitas pessoas, nem vão acreditar, parece que foram entretanto tele-transportadas para outro País. Não entendo, como um Povo com a casa virada do avesso, e com dividas a perder de vista, se pode assim, alienar da realidade.
    E ainda, faltam os mil milhões a injectar na caixa geral de depósitos, as sanções da U.E e outras coisas que tal....
    Desculpem lá, outra coisa não me apraz senão dizer ao que isto chegou!!!
    Foram séculos de lavagem cerebral, para manter a mente estupidecida e de forma controlada...Lá continuam, as manobras de distracção, para manter a cabeça do povo ocupada, o futebol, as novelas, as festas populares, os programas pimbas, a a casa dos amores, as revistas cor de rosa entre outras coisas...E assim, tudo vai passando despercebido aos olhos do povo estúpidecido...
    Abraço
  • Sem imagem de perfil

    Quico 07.07.2016 19:17

    Devia ser extraordinário o país ou o mundo sem futebol, sem festas populares, sem etc!!
    Só com os milhões para a caixa, as sanções da UE éramos menos estúpidecidos?
  • Sem imagem de perfil

    José 08.07.2016 15:53

    Olá boa tarde. Pelos visto, não gostou do meu comentário. Mais uma vez, queria deixar claro, que não sou contra o futebol nem as festas. Simplesmente, como em tudo na vida, acho que devem de existir prioridades. Senão vejamos...
    Estamos ou não, numa altura, muito complicada para o País, é como mergulhar num lago, sem saber a sua profundidade. É como, mergulhar no abismo, completamente às escuras...Sem saber, quais vão ser as consequências...
    Posto isto, imagine, que um aluno reprovou a uma data de disciplinas, e é-lhe dado a oportunidade, de repetir os exames, então este, em vez de ficar em casa a estudar, vai gozar a vida nos festivais de verão. Ou então, uma família que recebeu em casa, uma carta do tribunal, sobre uma penhora, por falta de pagamento das prestações, claro, que não vai ficar em casa a choramingar, não adianta de nada. Então, decide ir de férias, e depois logo se vê...Ou, por exemplo, uma pessoa que ficou recentemente desempregada, então, em vez de guardar o dinheiro da indemnização, e ir há procura de emprego, decide comprar um bilhete de avião e vai ver os jogos do europeu à França...Ou, de um pai, que têm os filhos em casa com fome, e vai para o café fumar, beber cerveja e ver futebol, ou vai ás festas populares...
    Então, porque havemos de ocupar a cabeça, com coisas sérias, se nos podemos divertir, até porque, os problemas vão desaparecer por magia...É sem dúvida, este lema de vida que estamos a ensinar ás novas gerações...Estes, até já dizem, para quê estudar...Vamos é curtir a vida...Que no futuro, alguém nus ade pagar as contas, e resolver os problemas...Não ensinamos, ás novas gerações, o que são prioridades e responsabilidades, e depois, vamos esperar destes, decisões racionais?
    Ao longo dos anos, nas escolas, nunca se incentivou a liberdade de pensamento; pois quem reflecte, não dá nada, como verdade absoluta e inquestionável. Foram séculos, de lavagem cerebral, para manter a mente estupidecida e de forma controlada...
    Enquanto, continuarmos a negar, este estado de coisas, e não mudarmos de atitude, jamais poderemos aspirar a ser verdadeiramente Europeus.
    Quero, deixar bem claro, que isto nada tem a ver com questões políticas.
    Mas, quando surgirem novas medidas de austeridade, para compensar os milhões da caixa, ou novas medidas imposta pela E.U para controlar o défice, então, depois quero ver quem se vai queixar...Imagine o que vai na cabeça da União Europeia, quando observa que são só festejos... então e os problemas, as contas por pagar...parece que não é nada connosco...
    Não sei, se conhece o ditado popular, que diz, "cada um tem aquilo que merece"...
    Não tenho TV cabo, mas confesso, que tinha curiosidade em ver os telejornais da Inglaterra, só para ver, se é só, noticias do Europeu, agora com a avalanche do Brexit.
    Estas questões, não são assim tão lineares como parecem ser... Não é, em meia dúzias de linhas, que se consegue falar sobre estas questões... Mas, sem dúvida, dava um bom tema de discussão, o que são prioridades...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.