Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escolhe um homem que acredite.

Sim. É o mais importante de tudo. Tu que me estás a ler, e que és picuinhas de gema (não fosses gaja!), escuta o que te digo e marimba-te nos mil defeitos que o teu homem possa ter,  e que não raras vezes te levem aos arames. Deixa lá o vício do tabaco que lhe leva um terço do ordenado, e que te ''despeja'' aquele gostinho a cinza pela ''boca a dentro'' toda a santa vez que te beija, especialmente depois do cigarrinho a seguir ao jantar. A sério, não te moas com isso.

Não te rales se o teu homem às vezes parece desligar, ou se não houve metade daquilo que dizes. Se passa muitas horas a jogar computador, ou se parece ter 10 anos quando está com os amigos.

Não dês muita importância ao facto de ser incapaz de largar a barra da saia da mãe,  nem marques na lista negra aquela vez que usaste um vestido novo e ele não reparou! A sério, borrifa-te nisso tudo. 

Escolhe um homem que acredite, que tenha fé.

Escolhe um homem que mesmo a dois minutos do fim, e perdendo por dois golos, ainda acredite, genuinamente, que o Benfica vai dar a volta ao resultado, e sambar na cara (de cu) dos alemães! 

 

É isto que realmente importa, o resto são mariquices! 

Escolhe um homem que acredite. E se não for em ti, bom... que seja ao menos no maior. No Campeão! 

 

Beijinhos e até amanhã ;)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.