Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estas são (provavelmente) as minhas últimas linhas

Queridos leitores,

Não há propriamente uma forma ''fofi'' de vos dizer isto, então cá vai: Vou ser amputada. Sim, leram bem. Amputada. Tenho a certeza do que vos digo, e desconfio até que não passa de hoje! 

Porquê?

Porque hoje acordei com os dois braços completamente bloqueados.

Não sei explicar exactamente o que me está a acontecer mas estão a ver o torcicolo? Aquela sensação de que está tudo preso?  É tipo isso, mas em cada braço! Agora pensem! 

Ontem à noite já estava entrevada, gritava com dores de morte, mas o bruto do homem repetia que isto ''não é nada'' e que é apenas o resultado de uma semana de treinos sem alongar como deve de ser!  

Lá tentei explicar que não é só isso. Que a dor é insuportável, incapacitante... mas estão a ver a vossa actual preocupação com a extinção do lince ibérico? Assim é o ''apoquento'' dele perante o meu sofrimento atroz. Zerinho! 

Esta noite piorei bastante. Cada vez que me mexia na cama gritava de dor (e não poupei nem um gritinho que fosse, mesmo para o acordar -sonso!) 

Perto das 5 da manhã, comecei a fazer o filme todo: ontem comi morangos, aquilo não devia estar bem lavado, uma qualquer bateria rara e fatal entrou-me pelo corpitxo a dentro,  e está agora a roubar-me os movimentos todos! A ''comer-me'' a parte motora... a começar pelos braços!!!! AAAAhhhhhhh (sim, esta sou eu, a hipocondríaca more!)

 

Estou que não me aguento.

Acabei de enviar sms ao homem a dizer ''acho que vou ao hospital, estou cheia de dores''.

Resposta: Come bananas e descansa. Amanhã estás boa.

 

E pronto, é isto.

Quero só ver a carinha-mete-nojo do bicho quando chegar ao Hospital da Luz e me vir deitada numa cama, já só com os coutos de fora. Quero só ver... 

 

E pronto, não sei se voltarei, mas quero que saibam que gosto disto por amor. 

 

Love*

Elza 

 

 

 

4 comentários

Comentar post