Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Este post é sobre mamas.

Uma das coisas que mais me anima no Verão é a rapidez e a facilidade com que nos vestimos! As roupas frescas que é só ''enfiar'' e já está. Os decotes (muita mama-pouca perna, muita perna-pouca mama: não esquecer!), as costas ao leu, os calções de ganga, as t-shirts baratuxas que com a pele bronzeada fazem um brilharete! Os tecidos leves.

Não sou mulher de andar toda tapada, detesto golas altas, cachecóis, malhas que picam na pele,  e todo aquele ''anafamento'' a que o frio obriga, mas que nos deixa umas matrafonas da quinta casa. Há algum relato na história da sedução que envolva polares Decathlon? Que descreva ''uma mulher sentada no bar, fumando o seu cigarro e vestindo aquele casaco de malha (com borbotos), que não deixa perceber se pesa 50 ou 99kg''?

Pois tá claro que não.

Contudo, há uma dúvida que me persegue todos os anos, com a chegada da nova colecção. Como é que vocês, mulherada, mantêm as maminhas comportadas naqueles decotes que pedem tudo menos um soutien? Inscrevem as ''pequenas'' em aulas de etiqueta durante o rigoroso Inverno? Botam-nas de frente para o congelador ali meia horinha antes de enfiar a blusa pelo pescoço? Não entendo! Eu, que até considero ter um par de maminhas minimamente jeitoso, ando sempre ali a arrumá-las sem saber muito bem como posicionar a coisa. 

Ontem, por exemplo, fui à Zara e experimentei este top. 

4876045800_2_2_1.jpg

 Acho-o lindo de viver, ainda que seja preciso muuuuuito cuidado. A linha que separa a elegância da rameirice é quase microscópica e não é preciso muito para passarmos de ''Luisa Beirão'' a Cátia Palhinha

 

4876045800_2_5_1.jpg

Gostei de o vestir, senti-me bem... mas não comprei! Porque mais uma vez me senti esquisita... sem soutien, com as maminhas à vontadinha, sem nada que lhes dissesse ''bem, agora ficam aí quietinhas, sim?''. Será que estes tops só funcionam nas tábuas de engomar? Em mamas de silicone? Serei eu pouco ''confiançuda''? Não sei. Mas vocês, miúdas giras da vida, contem-me os vossos segredos. 

 

Love*

Elza 

2 comentários

Comentar post