Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu queria um destes, só porque sim #3

 

Nos meus tempos de estudante (quinze, dezasseis anos) fui com a minha turma a Setúbal, numa visita de estudo, ao estuário do Sado.

Nessa tarde, fizemos um passeio de barco, na expectativa de poder ver os golfinhos aos pinotes. Lembro-me da excitação da minha melhor amiga (que hoje é bióloga marinha), e do solinho bom que batia no barco, obrigando-nos a arregaçar calças e mangas de camisa! Dos Kinder Bueno que despachámos. Das bolachas príncipe esmagadas no fundo da carteira. Realmente, há detalhes, e sabores,  que ''nos ficam'' para sempre.

Bom, isto para dizer que nessa tarde ''conhecemos'' o cachorro da nossa guia. Um Beagle igual a este.

E eu, que nem sou perdida pela bicharada, babei. Aliás, já nem quis saber dos ''peixes'' para nada. Qual golfinhos, qual carapuça.

E desde esse dia, ''eu quero um destes só porque sim''. 

E desde então, este é o cão que quero sentado, aos meus pés, nas tardes de cinema Domingueiras.

É este! 

O cão que o meu pai diz ser má ideia, ''porque eu não sei tomar conta de mim quanto mais''.

O cão que o meu avô diz poder vir a transformar-se numa prisão. O cão que exige mais atenção do que aquela que eu (supostamente) tenho para lhe oferecer. Mais horas do que aquelas que sobram no meu dia-a-dia.

É este.

 

E até há pouco tempo, eu queria um destes. Agora deixei de ser apenas eu... agora queremos um destes!!!

Eu e o Alexandre, que passou a querer tanto quanto eu. 

E ter este cão significa muito para nós. Significa o conquistar de mil e um detalhes que nos faltam. Significa viver, com carne e com osso, aquilo que hoje é ainda um sonho. Um projecto de vida. De vida boa! 

 

Este cão já nome. Há muito!

Porque nós queremos um destes. Na nossa (futura) casa. Só mesmo porque sim. 

 

Foto retirada daqui! 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.