Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OUTONO

É Outono cá em casa. Hoje, pela primeira vez. 

Assinalei-o logo que acordei. Mole, sem energia, e sem vontade. Valha-me o apetite, que nunca falha, e que me ajuda a levantar da cama.

Chove a potes lá fora.... odeio que chova. Odeio que seja Outono. 

Detesto esta sensação de prisão domiciliar, mas também não me apetece sair nem ir a lado nenhum. A vida acontece toda lá fora e nem a idade não me tem tornado uma pessoa mais caseira. Nem um bocadinho ''assim''. 

Este tempo merdoso deixa-me nostálgica e faz-me questionar todas as decisões tomadas desde 1995. Pior, este cinzento rato dá-me uma fome do diabo, que tem tendência a agravar quando penso no pacote de bolachas que comprei ontem no Celeiro. E o raio das bolachas são mesmo boas!

''É Domingo, não faz mal'', repito cá para dentro. E uma voz grave, vinda muito provavelmente do tecido adiposo, responde: ''pois... hoje é Domingo. E ontem era Sábado, dia em que ficaste ensanduichada no par de calças que experimentaste na Zara''. E neste violento ''esbarro'' contra a verdade fecho o pacote, volto para o sofá e fico quietinha. 

Numa tristeza parva que o Outono sempre me traz e à qual até já me habituei. Que depois passa.

Chove lá fora. A potes... e cá em casa é Outono. 

Ponho Band of Horses a tocar e deixo-me ficar. Quietinha. À espera que a chuva passe. Que a tristeza passe. E que as malditas bolachas desapareçam, como por magia, de cima da bancada da cozinha. 

 

tumblr_ncs9zfmmAb1rpwhvdo1_r1_1280.jpg

 Com doce e queijo fresco... ai, que com doce e quejo fresco são tão boas!