Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pecar é fundamental!

Porque ninguém consegue manter o foco sem relaxar uma vez por outra, pecar é fundamental! Sem culpas e sem remorsos, porque aqui ninguém é super mulher. 

Como vocês (já) sabem, eu sou extremamente regrada, disciplinada e, importa dizer isto, muito FELIZ nesta escolha de vida saudável. Porque é preciso sermos felizes à mesa, e se há coisa que me incomoda é ver aquelas pessoas que até conseguem manter uma alimentação ''direiteinha'', mas que depois vivem de mau humor, reprimidas e deprimidas. Ninguém merece!

E como é que podemos evitar transformarmo-nos em criaturas insuportáveis provenientes de uma qualquer gruta húmida e escura? Pecando, meus amigos, pecando! 

Quebrando as regras e comendo aquilo que nos apetece, sendo que por estas bandas ''pizza'' apetece muuuuitas vezes! 

 

Pizza do meu Italiano favorito, pizza do Casanova, Pizza do Avillez, pizza de outro italiano qualquer que me (ou nos, já que o homem também adora) pareça gostoso e que não cobre os olhinhos da cara por uma refeição.

Se pudesse, comia pizza uma vez por semana, mas sabendo não tratar-se propriamente da coisa mais ''amiga do rabo'' do mundo, fico-me por... hum... uma vez por mês! 

Uma vez por mês, que às vezes vira duas, confesso, e que nem sempre é acompanhada por tempo ou por dinheiro. Alternativa? Home made, naturalmente!

 

Há dias, enquanto o BENFAS provava (AGAIN) porque é que esta época é NOSSA, preparei uma pizza caseira e pois que não me sai nada mal!

E se o vosso grande dilema é a preparação da massa, nada temam! A massa fresca para pizzas ''Continente'' é bem boa, havendo opções para todos os gostos. Nós escolhemos a massa fina, redonda, e gostámos muito!

 

 

Podem também, se forem pessoas prendadas e tiverem muita paciência, preparar o vosso molho de tomate. É sempre mais saudável e saboroso (ou então não). Eu, que muitas vezes chego a casa ''galgada'' de fome, e só me apetece espetar tudo no forno, comprei o molho de pizza ''tomate e orégãos'', também ele no Continente, e não é nada mau. 

Quanto ao recheio... basta serem criativos e juntar tudo o que quiserem! 

Eu, que prefiro pizzas simples, fiquei por uma mistura de queijos, fiambre e bacon.

 

É uma boa alternativa às pizzas já prontas (que me parecem sempre feitas de plástico), especialmente para aqueles dias em que nos apetece MESMO uma ''Italianada'', mas em que ou não temos ou tempo, ou dinheiro, para sair de casa! 

 

E não se esqueçam: NÃO SOMOS ESCRAVOS DO NOSSO CORPO. PECAR É FUNDAMENTAL! 

 

Love*Love*Love