Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Querendo muito.

Mantendo o foco, tentado não esquecer (outra vez) que a vida é muitas coisas e que é sobretudo pessoas. As minhas, sempre em primeiro lugar. 

Querendo muito, sempre mais... tanto que às vezes finjo ser um bocadinho menos do que aquilo que é. Porque querer com muita força nempre é compreendido pelos nossos, quanto mais pelos outros.

Sonhando muito. Para dentro. Quase sempre. Porque o sonho a mais intima verdade e o mais revelador daquilo que somos. 

Há um par de anos um colega disse-me que  ''não é possível ser-se bom, sendo-o só pela metade''. E não é. 

E nesta entrega diária, há espaço para uma gratidão consciente para com tudo aquilo que me tem sido dado a conhecer. A experimentar. Mas há também o medo de nunca ser capaz de chegar àquilo que me fez começar. Há uma vontade imensa de ser capaz. De ser tudo, tudo o que eu sempre quis.

 

 

Love*

Elza 

 

1 comentário

Comentar post