Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

( Só aqui para nós) Às vezes acho que sofro de uma perturbação qualquer.

Escrevo-vos do sofá, a beber um chá caseiro, que que já vos falei aqui

Estou a ler um livro maravilhoso, que há dias me mantém completamente agarrada, seja no metro, no escritório ou enquanto espero que o jantar fique pronto.

Estou a adorar a história, que basicamente fala de um homem à procura da mulher desaparecida.

O homem chama-se Nick e não é propriamente o personagem mais fofinho da história da literatura. Mas eu gosto dele, ou melhor, gostava.

Estou na página 185, e descubro com surpresa que o sacana, afinal, tem uma amante. Uma amante!!!!! Uma miúda com idade para ser filha dele, do mais rameiro que possam imaginar! 

 

E pronto, quero continuar a ler mas não consigo. Estou com uma raiva ao homem que só me apetece dizer-lhe: ''Ai sim, ai és um sacana? Pois agora vais para a prateleira ganhar pó (para aprenderes a não te fazeres de sonso durante 184 páginas), que te lixas! Não quero saber mais de ti, nem da tua amantezeca de quinta categoria''. 

 

 

É só um livro, eu sei. E é precisamente por isso que vos digo: acho que sofro de uma perturbação qualquer. 

 

PS. O livro chama-se ''Em parte incerta'', e está mesmo aí, do vosso lado direito.