Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vamos falar de férias!?

Este ano ainda não marquei  férias de verão, esse período outrora bem jeitoso da vida, que encurta substancialmente a cada ano que passa, tanto que nem é possível continuar a apelidá-lo de “férias grandes”.  Des-gosto.

Este ano ainda não há nada marcado, nem sequer apalavrado... uma total ausência de planos que começa a causar-me coceira entre os dedos.

E se vocês já sabem até a que horas abrem as portas de embarque, então deixem-se estar caladinhos e escusam de continuar a ler. Vão fazer malas, vá. Andor.

É que ninguém  aguenta ouvir as “ssoas” dizer que "têm voo marcado não sei para onde", e que "vão não sei quantos dias fazer sei lá o quê", porque "aproveitaram uma mega promoção online e puseram a carne toda no assador", que é como quem diz torraram o IRS e subsídio de férias numa assentada! Toma lá resorts, excursões, e voos directos de 12 horas! TRAZ-PAU.

Claro que depois há aqueles que não esticam a perna para lá do lençol, nem alinham em devaneios. O porque o carro avariou (é sempre assim na vida do pobre-tipo-eu não é?) e lá se foi o IRS. Ou porque o subsídio teve de ir para aquela obra que se andou a adiar, ou ainda para espetar um aparelho nos dentes do “mai novo”, raio do puto que chuchou até aos 12 anos!  

Isto tudo a juntar ao simples facto de se ganhar mal como o raio,  e do preço do combustível ter transformado uma simples ida à Costa de Caparica num investimento!!! Ahhhhh alegria.

Há de tudo, claro está, e eu estou para ali no meio, muito encolhida sem saber bem a quantas ando. Tenho milhões de opções e de vontades, mas acontece que este ano se conjugaram uma serie de fatores do mal, resultando nesta nulidade ao nível do planeamento.

Primeiro, este ano tenho férias em Agosto, coisa que por si só já me enerva muito! TODA a gente sabe que o “querido mês de Agosto” é SÓ a pior altura para ir, seja lá para onde for. Ele é preços que não lembram ao Diabo, praias, restaurantes e afins cheios de gente, maus serviços, filas de estacionamento infinitas, ahhhhhh,fujammmmm! É que para “tudo ao molho e fé em Deus” já me basta Lisboa o ano inteiro.

Depois, a juntar à festa, o homem vai estar assim numa espécie de semi coma! Tenho até um certo receio que quando acabe “o período crítico” o desgraçado feche os olhinhos e me adormeça para ai durante 7 dias, que é precisamente o meu tempo de férias.  Ora, enfiá-lo num avião / destino onde tenha de bater perna , andar, explorar e qualquer outro verbo que não passe por enfardar e vegetar…. Parece-me uma opção meio cocó.

Como disse, são só 7 dias e assim sendo fazer um voo com mais de 5 horas também não vai acontecer.

Por fim, escusado será dizer que o tempo está a passar e a cada dia que passa tudo fica mais caro. É uma contagem decrescente me suga os euros da carteira.

Se as vossas cabecinhas brilhantes tiverem ideias para lá de iluminadas que é como quem diz sugestões para cima de espectaculares... MANDEM VIR!”

A pessoa agradece muito!

 

1029-sem_ferias.jpg

 

 

8 comentários

Comentar post